Artigos

Os princípios gerais de uma partida - As três fases do jogo – Abertura/Meio do Jogo/Final

Prof. Esp. Marquinhos Xavier - Copagril/DalPonte – Liga Nacional 2009
Publicado em 25 de junho de 2009

Um bom conceito do jogo pode definir caminhos mais seguros dentro de uma partida, por este motivo dividi o jogo em três partes, que na verdade não se refere ao tempo da partida nem a duração do jogo, mais sim, ao jogo propriamente dito.

Se definirmos uma ação de ataque, ele terá um inicio, meio e uma finalidade, por sua vez, estas três partes precisam estar organizadas para que a extensão de todo movimento seja bem sucedida.

Acho importante destacar isso, pois precisamos partir do principio de que a dinâmica do Futsal exige organização, pensar em ataque sem se descuidar da defesa.

A mesma ação que nos levará ao ataque exigira uma preparação para a recomposição da defesa, sendo assim, definir as três fases e potencializá-las para um rendimento mais seguro e eficaz.

A primeira Fase – Abertura (Saída de Jogo/Pressão)

Conceitos:

 Posicionamento que proporcione mobilidade para as manobras de avanço, para realizar uma boa saída de pressão é necessário um posicionamento correto com possibilidades de saída rápida;

 Rápido desenvolvimento de todos os atletas, criando dificuldades para o encaixe da marcação;

 Determinar uma linha de avanço (Ex: linha central) para que todos tenham a consciência de avançar de forma coordenada e ao mesmo tempo o limite desejado;

 Evitar a saída pelo centro da quadra, ao menos que este seja feito no primeiro passe e com extrema segurança;

 Evitar a perda do tempo, movendo-se apenas 1, 2 ou 3 jogadores, todos devem ter movimentos definidos para movimentar todo o sistema de marcação;

 Evite que o posicionamento de um jogador prejudique o avanço de outro, ou dos demais;

 Após a bola ter passado o centro da quadra, dando possibilidade para utilização do goleiro como segurança, dominar o centro do jogo para manter a posse da bola e elaborar a ação de ataque.



A Segunda Fase – Meio do Jogo (Organização do Ataque)

Conceitos:

 Ocupar as diagonais abertas com buscas e aproximações, linha de passe e desmarcações;

 Alongar as saídas sem bola, prolongando as possibilidades de ataque no fundo de quadra:

 Mobilidade dos homens (alas) para tentativas de finalizações de média e longa distância;

 Evitar passes para trás, cada metro para reinicio de jogo representa atraso na construção do ataque e a necessidade de um novo desgaste para se chegar onde já estava;

 Este setor precisa de criatividade, ousadia, e acima de tudo objetividade, pois se trata de um setor com baixa duração da pose de bola:

 Disputar o domínio deste espaço, posicionado sempre de forma avançada:

 Definir a forma de ataque (Ex: 3x1, 4x0, 2x2 com busca... etc).



Estes posicionamentos permitem que os atletas tenham uma visão do ataque, bem como, dos demais companheiros.

Correr lateralmente nestas situações dificulta a visibilidade do ataque e dos companheiros, facilita o aperto dos marcadores.



o Para evitar perda no rendimento, ter atenção:

 Movimentos atrasados, abandonando o homem da bola;

 Posicionamento isolado, sem ser opção de movimento;

 Fora de linha de passe, facilitando o aperto da marcação;

 Manter-se por muito tempo atrás da marcação adversária.



A Terceira Fase – Final (Definição do Ataque)

Conceitos:

 Buscar objetividade nas áreas de conclusão, não atrasar os ataques, é possível encontrar muitas dificuldades em razão da concentração da marcação:

 Não responder apressadamente aos ataques da marcação, a perda da posse pode geral contra-ataque;

 Ler a marcação antes de definir o lance final;

 Evite trocar uma finalização por mais um toque na bola, a menos que seja inevitável;

 Assuma a iniciativa, atacando a marcação quando passiva;

 Muitos movimentos ofensivos podem limitar ou bloquear os espaços;

 Concentre a ação ofensiva em mais de um jogador para não se tornar previsível, busque opções pelas duas alas da quadra;

 Procure ter ações ofensivas definida, para evitar muitas improvisações;

 Quando estiver no ataque, não se descuide da marcação, a dinâmica do jogo exige ações de contenção para evitar os contra-ataques;

 Faça analises após o jogo para corrigir os erros ocorridos;

 Sinta-se desafiado em enfrentar equipes “teoricamente” mais fortes, é uma grande oportunidade de evoluir;

 E tenha em mente que o sucesso é alcançado após algumas derrotas.

Os conceitos das fases do jogo preconizam pela organização, criatividade e principalmente pelo trabalho de correção e ajuste após as partidas.

A liberdade para o acréscimo de outros conceitos torna este artigo material de uso coletivo, para a evolução do nosso esporte.

Um grande abraço e excelente trabalho a todos.



 


  Artigos  |  Curso Presencial  | Cursos OnLine  | Estágios para Treinadores  | Consultoria em Futsal  | Shop Futsal | Contato  |  

 
  Copyright 2015 Project Multimidia. Todos os direitos reservados.