Artigos

JOGO DE TRANSIÇÃO NO FUTSAL

Vagner Cardoso Teixeira
Publicado em 06 de janeiro de 2009

No Brasil, criou-se um mito de que jogar bola com os pés seja: futsal, futebol, beach soccer e etc., é dar espetáculo, driblar, dar goleada, buscar o gol a qualquer preço, pois temos os melhores jogadores do mundo.

A meu ver o jogo é tático (cognitivo), e esse jogo pensado ganhou uma dimensão extremamente importante, pois faz-se necessário medir as conseqüências de atacar de qualquer maneira, bem como a consciência de defender bem. Para a maioria dos brasileiros o futsal tem apenas duas fases, ataque e defesa, sendo que a segunda se faz com má qualidade ou quase nem se faz.

Sobre o comando do Técnico PC a seleção começou a se preocupar a um fato muito importante no Futsal, ele treinou a seleção nas três fases do jogo, que durante as partidas acontecem o tempo todo, e é sobre essas fases do jogo que iremos abordar nesse texto, são elas: Ataque, Defesa e a Transição (Ataque/Defesa, Defesa/Ataque). Essas fases são distintas, porém acontecem quase que juntas, ligadas pela recuperação e perda da posse de bola

Na fase de ataque podemos incluir todos os sistemas ofensivos, os padrões de jogo, as manobras de tiro de meta, saídas de meio, escanteios, laterais, faltas e goleiro linha ou linha goleiro (jogador da linha que vai para o gol).

Na defesa o sistema defensivo temos a marcação individual, a marcação por zona e a mista, que impedem a progressão adversária em direção a meta, e as manobras de bolas paradas.

A transição do ataque para a defesa (que acontece após a perda da posse de bola), também faz parte da defesa, onde o jogador deve retornar e reagrupar atrás da linha da bola ou encaixar a marcação.

O contra ataque, transição da defesa para o ataque, depende de uma boa defesa, pode ser induzido ou acontece por um erro de ataque do adversário, caracteriza-se por um ataque rápido onde a defesa está comprometida, pode ser: por igualdade numérica (um contra um ou dois contra dois), ou por superioridade numérica (dois contra um ou três contra dois).

SANTANA (2004) relata que em geral, o contra-ataque acontece com superioridade numérica e originam-se quando:

(1) a equipe se aproveita de um erro do adversário - intercepta um passe, executa um desarme;

(2) a partir da defesa do seu próprio goleiro ou;

(3) em uma reposição rápida de bolas paradas, como os arremessos de meta.

O contra-ataque que não termina com uma finalização eficaz resultará, algumas vezes, outras não, no chamado "contra-ataque do contra-ataque".

Como o Futsal é uma modalidade complexa não da para prever a ordem em que esses momentos irão acontecer, fazendo com que cada partida possua característica única que vai se desenhando de acordo com as respostas coletivas das equipes e individuais dos jogadores aos estímulos do jogo. Essa afirmação vem ao encontro do que escreveu o professor Vítor Frade (2002), “não há nada mais construído que o jogar. O jogar não é um fenômeno natural, mas construído”.

Ou seja, se o jogo vai sendo construído, temos a possibilidade de preparar nossa equipe durante o processo de treinamento para realizá-las da forma como considerarmos mais adequado.

Sugiro que os objetivos dos treinos sejam pautados nas fases do jogo, onde desenvolveremos a inteligência tática dos jogadores, fatores que a Seleção Hexa-campeã do mundo aprendeu ao longo desses três anos sob o comando de Paulo César Oliveira o (PC), que, aliás, recebeu muitas críticas pela sua maneira de comandar,

PC e sua seleção mostraram para o mundo que estava certo, com um jogo consistente de muitas alternativas, aliado a jogadores de uma geração que vinha sendo marginalizada por não terem vencido um mundial.

Parabéns Seleção Brasileira!



Referências Bibliográficas

Frade, V. (2002) Apontamentos das aulas de Metodologia Aplicada II, Opção de Futebol. Não publicado.

SANTANA, W. C. A lógica interna do futsal e o jogo de transição. In: ____. Futsal: apontamentos pedagógicos na iniciação e na especialização. Campinas: Autores Associados, 2004. P. 73-75.



E.mail do Autor : vagnin@uol.com.br





 


  Artigos  |  Curso Presencial  | Cursos OnLine  | Estágios para Treinadores  | Consultoria em Futsal  | Shop Futsal | Contato  |  

 
  Copyright 2015 Project Multimidia. Todos os direitos reservados.