Artigos

Um novo desafio para Ferretti

Cláudio Nogueira - O Globo / RJ
Publicado em 16 de julho de 2007

Ferretti não tem medo de desafios. O carioca Fernando Luiz Leite Cardoso Coelho, atual treinador do melhor time de futsal do Brasil da Malwee/Jaraguá (SC) - equipe onde brilha a estrela de Falcão - se prepara para enfrentar a artilharia pesada da seleção brasileira nos Jogos Pan-Americanos. Ele também comanda o Paraguai, que está no Grupo A, junto com Brasil, Guatemala e Cuba.



Na outra chave do torneio, a ser realizado no Pavilhão 3B do Riocentro, estarão Estados Unidos, Argentina, Equador e Costa Rica. Ferretti, de 53 anos, acertou o contrato com a Federação Paraguaia em abril, em Brusque (SC), quando a seleção daquele país enfrentou a do Brasil naquela cidade e em Florianópolis.



Paraguai espera ganhar medalha



Ferretti já imagina como será enfrentar o Brasil, no Rio, sua terra, e jogadores dele na equipe do Jaraguá, como Falcão: - Vai ser um momento impar. Estar no Rio, a cidade do nosso coração, e enfrentando meus queridos atletas do Jaraguá, como Falcão, Valdin e Tiago, dá mais alegria ainda. A idéia contra o Brasil é sempre perder de pouco, claro.



O treinador ficará na equipe paraguaia até o fim do Pan: - O Paraguai tem boas possibilidades de passar às semifinais do Pan. O perfil do time está baseado no melhor que existe jogando no país e alguns bons atletas que atuam na Itália e na Espanha, com a vontade do jogador.



- E sempre bom já ter vivido a experiência de dois Mundiais. Espero contar com ela nos momentos difíceis do Pan. Enfrentar o Brasil é uma experiência inenarrável. Foi muito emocionante na Guatemala e será agora também.



Independentemente de onde se esteja, a emoção de ser brasileiro fala mais alto - ressalta, por e-mail, do Paraguai. De acordo com o treinador carioca, o Brasil é o favorito não só para vencer o grupo, como para ganhar a medalha de ouro nos Jogos: — É muito superior a todos os outros e entendo que o Paraguai tem boas chances de sair em segundo. Cuba, sempre forte fisicamente, esteve nos três últimos Mundiais, mas não progride tanto taticamente porque faz pouco intercâmbio.



A Guatemala, que esteve no Rio fazendo amistosos, pode surpreender.



Para ele, dificilmente no Pan alguma seleção vai ameaçar o Brasil quanto ao ouro: - Já disse antes e repito: é muito difícil o Brasil perder.



A seleção paraguaia vai treinar e fazer amistosos em Foz do Iguaçu (PR), de 7 a 15 de julho, antes de retornar a Assunção.



Chegará ao Rio no dia 22, dois dias antes da estréia contra Cuba. Para o treinador, caso vá à semifinal, o Paraguai poderá lutar por medalha.



- Se a classificação vier, tenho a sensação de que enfrentaremos a Argentina, outro grande candidato a uma medalha, e aí já teremos duas chances, pois o derrotado vai à luta pela medalha de bronze.



Fundamental então, na luta por medalhas, é nos classificarmos na primeira fase.



Qualquer que seja o resultado final da disputa, o torneio de futsal do Pan poderá ajudar na pavimentação da estrada rumo à "olimpização" (processo para tornar uma modalidade olímpica) desse esporte, um sonho antigo de seus praticantes e fãs.



- O melhor deste momento no Pan do Rio é que estamos fazendo história. Finalmente, o futsal ocupa o lugar que sempre deveria ser dele. Somos, embora sempre digam o contrário, a maior força (no Brasil) depois do futebol. O caminho até as Olimpíadas está sendo encurtado



- considera.



Embora o futsal do Brasil seja uma força no continente e em âmbito mundial, a modalidade não vai bem no Rio, que não dará sequer um atleta para a seleção brasileira. Ferretti, que trabalhou e ganhou títulos por vários clubes cariocas, entende, porém, que o futsal do Rio está se reorganizando rumo a dias melhores.



- Não se faz esporte profissional sem patrocínio e o patrocínio só chega se encontrar seriedade nos dirigentes, e isso a Federação do Rio tem procurado demonstrar. A força das prefeituras como Macaé, Petrópolis e Teresópolis, demonstra que os tempos estão mudando para melhor.



Sempre que o Rio estiver forte, o futsal brasileiro se fortalecerá também - encerra.



 


  Artigos  |  Curso Presencial  | Cursos OnLine  | Estágios para Treinadores  | Consultoria em Futsal  | Shop Futsal | Contato  |  

 
  Copyright 2015 Project Multimidia. Todos os direitos reservados.